8 de nov de 2010

Amizade na web

Caríssimos internautas, hoje é impossível imaginar o futuro sem a internet.
Em contrapartida é uma icógnita, imaginar como serão os relacionamentos no futuro.
Me lembro que na minha infância, ( e olha que não tem muito tempo ) minha mãe me recomendava
que não falasse com estranhos.
Hoje, diante de uma tela iluminada, cheia de imagens, um teclado e um fio ligado na tomada, me comunico com pessoas que estão tão distantes, e não sei como são suas vidas seus dilemas, suas alegrias, mas mesmo assim troco idéias, faço compras, discuto assuntos etc...
Talvez eu jamais verei essas pessoas, que hoje eu chamo de amigos.
E como ficam, o olho no olho, o aperto de mão, o abraço que acolhe nos momentos de alegria e dor?
Nossas crianças estão entrando de cabeça neste mundo de amigos via salas de bate-papo.
Como orientá-las de forma que possam separar o virtual do real?
E o pior, não sei se perigo está na próxima esquina ou no próximo contato adicionado nas redes sociais.


Divido com vocês minhas preocupações, mas ao mesmo tempo feliz por saber que neste meio, sabendo usar, encontramos pessoas maravilhosas.

Um fraterno abraço


















Foto: Lúcio na Quinta da Boa Vista-RJ ( Show do Pe. Reginaldo Manzotti)

4 comentários:

  1. Oi, Lúcio
    Cumprimento-o pela inciativa e pelo texto. Você tem razão em se preocupar, mas o problema não é a web! Antes, ela é solução! O problema é como estamos formando nossas crianças. Poderemos, ensiná-las a fazer um bom uso da web!
    Abraços, Pedro

    Vou sugerir a leitura deles aos colegas do curso!
    Abraços, Pedro.

    ResponderExcluir
  2. Olá Lucio Parabéns !
    O Pedro tem razão precisamos nos preocupar com os adultos que muitas vezes deixam as crianças horas no Computador para não ter trabalho! Será que os pais não precisam de uma formação para como fazer uso desta ferramenta tão importante !Acredito que o Curso está abrindo a nossa mente e no nosso coração para poder contribuir na sociedade através do nosso testemunho em fim ser um Anuncia dor...
    Um abraço,
    Rosangela

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Pedro e Rosângela, vocês tem razão.
    A formação de nossas crianças é muito importante, nos dias de hoje. Eu e minha esposa temos essa preocupação, e partimos para o diálogo franco com eles. Temos 2 garotos e não temos nenhum filtro em nosso computador. Orientamos e citamos a Palavra, onde Paulo diz: - "Tudo lhe é lícito, mas nem tudo lhe convém." Poderíamos partir para o que muitas pessoas achariam o caminho mais fácil, proibir, ficar de olho o tempo todo, colocar filtros etc..., mas e quando eles visitarem as lan-houses?
    E a curiosidade pelo que é proibido, que é inerente ao jovens?
    Estamos sempre dialogando e mostrando exemplos de ações erradas na internet, mostramos o perigo que existe nas amizades "sinceras",com um desconhecido etc...
    Nós temos uma formação cristã e a praticamos, apesar de tantas falhas e pecados.
    Acho que o grande desafio do mundo virtual vai ser a questão da segurança, para os usuários.
    Abraço a todos.

    ResponderExcluir
  4. Amigos cursistas
    Eu acho que os Pais, Professores e TODOS os Educadores, ‘imigrantes digitais’, deverão corajosamente acolher o mundo digital-virtual que já PARTE INTEGRANTE DA FAMILIA, da Escola e da Igreja, para aprendermos a CONHCE-LO E A AMA-LO. Santo Agostinho (se me lembro bem) dizia “ninguém ama o que não conhece”. Então, vamos conhecer cada dia um pouco mais este mundo para podermos amá-lo. Não há outro jeito. Este e outros cursos são uma resposta às exigências da educação em casa e na Igreja: conhecer a pessoa e o seu mundo, para se poder codificar a mensagem (académica, espiritual…) de modo que o ‘homem do continente digital’ entenda.
    Este é o caminho inevitável. Ainda bem que temos tido o constante incentivo do Magistério da Igreja nas últimas décadas. O Papa pede para a gente conhecermos e dominar essa tecnologia.
    As palavras, o áudio e o vídeo que a Internet espalha literalmente por todo o mundo, é uma oportunidade para transformar o medo em vontade de vencer para melhor educar.
    Pais, pensem nisso: Se o vosso filho viajasse para uma terra distante, vocês não iriam vê-lo? Pois é: Os jovens e as crianças nasceram na terra chamada Web’ e só viajando para a Web vocês conseguem encontrar, conhecer bem e educar eficazmente os vossos filhos. A segurança acontece quando se domina o possivel 'intruso'. Não é mesmo?
    Abraço a todos
    (Padre Jose Borja - Pe. Ze)

    ResponderExcluir